24 de set de 2009

A mãe Terra deu a luz à uma Ilha....

http://www.youtube.com/watch?v=42H2znxGyhg   Lava e erupções vulcânicas são rotina diária na Islândia. A maior parte do território é formada por basalto, origem da areia negra das praias...uma grande camada de magma ainda borbulha (2 milhas abaixo do Krafla) e as vezes aparece através das fissuras existentes na crosta terrestre embaixo do lago Mývatn.
  Existem 180 vulcões identificados e 18 ativos na ilha. Cerca de um terço do volume de magma liberado na superfície da Terra ocorre na Islândia.Outro terço é liberado no Hawaí.
  Apesar das erupções vulcânicas serem violentas e intensas a maioria ocorre bem longe das áreas urbanas. Atualmente o governo Islandês observa cuidadosamente os dois mais ativos vulcões do país: Hekla e Katla. O Hekla apresenta atualmente sinais de uma provável erupção em 2010 e a equipe de filmagem do Vulcano Show está preparada,como sempre.
  O Vulcano Show foi fundado em 1947 por Ósvaldur Knudsen, um veterano cinegrafista das maravilhas naturais da Islândia. Ele e seu filho Villi Knudsen filmaram algumas das mais espetaculares imagens de vulcões em erupção na Terra.
  A ilha Surtsey nasceu de uma dessas erupções...em 14 de novembro de 1963 ao sul da Islândia. A completa formação da ilha terminou na primavera de 1965...e tudo foi filmado pela equipe do Volcano Show.
  A maior e principal ilha do arquipélago Vestmann, Heimaey, durante a noite de 23 de janeiro de 1973 viu surgir uma fissura de 1.6 km ao sul da sua maior cidade: o centro pesqueiro de Vestmannaeyjar. Em algumas horas cerca de 5000 pessoas foram evacuadas, restando apenas 300 na ilha para lutar contra a fúria do vulcão. Até uma tecnologia americana para resfriar lava, solidificando-a para impedir que continuasse seu caminho "de destruição" foi usada. Isso impediu que a lava fechasse a baía e o porto, assegurando o futuro da atividade pesqueira da Ilha.
  Villi Knudsen continua ativo, tal como os vulcões que o motivam a seguir em frente. Todas as noites ele abre a apresentação da sessão das 20 e também a das 21hs na sede da Volcano Show...em inglês e com um jeitinho cativante, humor inglês, sotaque islandês, contação de históricas...irresistível.



Um comentário:

Silvana Tavano disse...

Fiquei pensando: às vezes a gente também entra em erupção e vira ilha. Só por um tempo, mas vira.

beijinho